Comentando: Bobagens Imperdíveis

Que sentimento estranho reparar que meu último post publicado foi há praticamente um ano. É aquela coisa da vida te puxar pelo braço com força pra outra direção, te obrigar a mudar suas prioridades, baques emocionais, etc etc. Mas bem, apesar de todos os (poucos) jogos que adoraria fazer uma resenha decente pra esse bloguinho,…

Comentando: Alice: Madness Returns

Após longos 11 anos desde o lançamento do original American McGee’s Alice, sua continuação, Alice: Madness Returns, é um action platformer competente no que faz, mas ao mesmo tempo traz tantos defeitos que o torna muito perto de ser uma experiência medíocre (ou até mesmo péssima, o que talvez tenha acontecido para muitos fãs do…

Comentando: Shadowrun Dragonfall

Originalmente uma expansão de Shadowrun Returns, não demorou muito pra Dragonfall receber uma versão standalone, a qual analiso aqui. As diferenças entre ambas são coisas como HUD refeita, mais finais, mais missões, mais trilha sonora, etc. Há, principalmente, conteúdos que os devs queriam colocar desde o começo, mas não aconteceu por causa do tempo/escopo disponível…

Comentando: Waking Mars

Agora que a NASA confirmou a descoberta de água líquida na superfície de Marte, este é um ótimo momento para falarmos deste simpático joguinho sci-fi o qual aborda justamente a descoberta de vida alienígena no planeta – mais especificamente em 2097. Originalmente lançado para iOS em 2012, Waking Mars tem como motivação inicial encontrar a sonda 0CT0, que após enviar algumas…

Comentando: Painters Guild

Na primeira vez que soube desse jogo, lá pelo ano passado, tive um momento irrefreável de euforia. Tudo porque Painters Guild, criação do porto-alegrense Lucas Molina, traz a proposta única de simular mais ou menos a vida de pintores italianos a partir do século XIV, seu processo de aprendizado, tendências artísticas, criação de uma guilda e,…

O que tenho visto #2

E aqui estamos em mais um humilde postinho. Dessa vez, meu único recado é que, após sei lá quanto tempo, finalmente pude publicar a segunda parte da historinha sobre sexo nos gaems. Já comecei a terceira, mas o tópico em que parei, o PC moderno, é o mais extenso deles. Aiai… O que tenho assistido…

O que tenho visto & outros recados

Hello everyone! Ao contrário do formato tradicional dos meus posts, decidi experimentar uma abordagem mais descontraída, mais rápida de elaborar menos exagerada em ~perfeccionismos~ meus, que é um dos meus maiores impedimentos ao postar uma resenha logo; insisto ao máximo em querer escrever o melhor texto possível (aka “agora vou ter que rejogar isso aqui pra…

O pôr-do-sol da Tale of Tales

Raramente chego a publicar notícias por aqui, mas essa em particular meio que repercutiu pra mim. Basicamente, o casal e fundadores da Tale of Tales, Auriea Harvey e Michaël Samyn, anunciaram neste domingo que estão se afastando da indústria de videogames. Eles contam, através desse texto, de como seu último trabalho, Sunset, foi um fracasso comercial tão grande…

A Moda em Deus Ex: Human Revolution

As escolhas estilísticas em Deus Ex não foram unicamente baseadas nos caprichos do Diretor de Arte. Elas foram uma série de palpites, informadas por várias pesquisas sobre os avanços contemporâneos na arquitetura, design industrial, planejamento urbano e moda. A equipe de arte objetivou a criação de cenários, adereços e personagens que parecessem e dessem a sensação de…

Comentando: Dreamfall Chapters – Book 2

Chegou agora? Leia sobre o Book 1 aqui! Cinco meses após o lançamento do primeiro episódio, para esta segunda parte eu poderia meio que resumi-la mais ou menos assim: É maior, mais ambicioso, tem mais escolhas relevantes pra fazer e, ao mesmo tempo, traz problemas que ou são novos, ou já eram conhecidos e vieram incomodando…

Comentando: Cart Life

Resenha que fiz originalmente pro site GameStorming, em 2013. Decidi trazê-la pra cá e atualizá-la com algumas mudanças que ocorreram nesse meio tempo, além de dar um pouco mais de ênfase em seu desenvolvimento lá pelo final. Falando de maneira muito grosseira, poderíamos resumir Cart Life, criação de Richard Hofmeier, como um simulador de varejo. Mas ao reduzi-lo…