Comentando: Super Hexagon

super hexagon screenshotEscrever sobre um jogo que beira a personificação do minimalismo – tanto pelo visual quanto pela jogabilidade – parece ser uma tarefa meio besta ou inviável. Mas é a partir de uma simples premissa que Super Hexagon consegue se tornar, no mínimo, uma experiência tão interessante que realmente vale a pena mencioná-lo.

O jogo é da mesma pessoa que criou VVVVVV, Terry Cavanagh,  e  há quem diga que é um dos jogos mais difíceis já feitos (não que ele chegue no nível trollagem master do I Wanna be the Guy, só pra constar). Nele, você controla um triângulozinho que deve evitar a todo custo ser esmagado pelas paredes dos “labirintos” que vão ao seu encontro, girando e mudando sua padronização a cada momento. Para completar a fase, você deve aguentar por, no mínimo, 60 segundos – o que vier depois disso é lucro. A cada dez segundos, os padrões vão evoluindo conforme aumenta o número de faces da figura geométrica: começa como ponto, depois torna-se linha, triângulo, quadrado, pentágono e hexágono.

No começo do ano passado, Terry tinha lançado Hexagon, que é praticamente a primeira versão do Super Hexagon. A diferença é que, além dele ser gratuito e só possuir um único modo (do qual se tornou a primeira fase em Super), ele era mais difícil ainda que seu sucessor. Bastava relar numa parede, mesmo estando isento de qualquer risco de ser esmagado, que era game over na hora. Falando assim parece ser uma mudança irrelevante, mas faz uma diferença que pqp hein.

A princípio, você realmente tem vontade de jogar seu PC pela janela, tamanha que é a frustração. Por muito pouco não o larguei de vez por morrer a cada dois ou três segundos direto – o progresso parecia inexistente. Mas após pegar as manhas e memorizar os padrões aos poucos (que embora sigam uma lógica, não são idênticos a cada game over), é até mesmo agradável jogá-lo. Sem zoeira.

Um dos pontos interessantes no jogo é que, embora ele tenha um leve caráter competitivo (você pode acessar um ranking mostrando o tempo que você aguentou em cada fase comparando ao dos seus amigos, por exemplo) e seja super satisfatório fazer os 60 segundos, a experiência adquirida durante o jogo é seu ponto alto, de tão gratificante. É como se fosse a melhor maneira de gastar uns 10 minutos por dia da sua vida.

super hexagon screenshot2

Foram duas fucking horas pra conseguir fechar a primeira fase, mas valeu a pena.

Algumas coisas que aprendi com jogo é: você não precisa se movimentar tanto quanto parece precisar, visto que você gira junto com o cenário. Depois, é absolutamente fundamental que você identifique os espaços vazios dos padrões, pois é dessa maneira que você poderá calcular a posição dos obstáculos seguintes e já se preparar para o próximo movimento. Acredito que isso até evita algum ataque de motion sickness porque você fica com o olhar fixo mais ou menos nos mesmos lugares. Aí o resto se baseia na sua capacidade de sincronização dos movimentos e reflexos rápidos.

Pra quem se animar em arriscar, também sugiro mais algumas dicas que poderão auxiliar numa experiência um pouco mais suave:

  • Como você provavelmente vai morrer DEMAIS no começo, recomendo que tire o áudio do jogo e coloquem outra coisa pra ouvir no lugar – pode ser a própria trilha sonora (excelente por sinal) em separado ou algo que você goste. Digo isso porque é absolutamente irritante ouvir uma voz repetindo GAME OVER e AGAIN a cada 2 segundos. Depois que você aumentar o tempo de sobrevivência, se quiser reative o áudio, que aí não chega a incomodar tanto assim.
  • Experimente desativar o V-Sync, pois ele pode causar um pouco de delay na velocidade dos comandos.
  • Caso frustre-se demais na primeira fase, jogue as mais difíceis e depois volte, que dará uma sensação temporária de que o jogo está um pouco mais fácil.
  • Pratique! E muito.

Quando aparecer uma promoção, compre-o no Steam, que já ficou por menos de duas dilmas! Vale a pena. Tem também pra Android, iOS, Blackberry, enfim.

Anúncios

4 comentários sobre “Comentando: Super Hexagon

  1. Amo esse jogo. Tenho no PC e no Celular. Mas prefiro jogar no celular. Fica menos… Claustrofóbico?

    Duas dicas:

    1) Ignore o giro da tela, se você acompanhar, vai ficar confuso.

    2) Para fazer a outra dica bem, você precisa saber a velocidade do movimento do ponteiro. Tem que saber quantas dezenas de segundo tem que apertar o botão para mover o triangulo sem ter que olhar para ele 100% do tempo, assim você pode olhar para o desafio que está se formando na extremidade da tela, e que vai chegar depois do seu desafio atual.

    Adorei a menção de que não é o seu score que te deixa bem, é a experiência em si. às vezes eu jogo por meia hora sem melhorar meu score, e , mesmo assim, me sinto recompensado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s