Eu fui plagiada pela Acigames Magazine

UPDATE: A Acigames me respondeu e já fiz um post a respeito.

Isso é surreal. Assim, MUITO surreal.

Eu estou chocada. Chocada não só por acabar de descobrir que fui plagiada na maior cara de pau, mas também por me sentir TÃO BURRA em ter acreditado neles. Na verdade, a enrolação deles em publicarem a terceira edição da revista e a polêmica envolvendo o Moacyr Alves já me deixou com os dois pés atrás. Detalhe que eles já estavam enrolando ANTES da polêmica.

Deixe-me explicar de como tudo isso começou. Em abril, mandei um e-mail para a Acigames Magazine para pedir parceria, como vocês podem ver aí na coluna ao lado (removi a imagem depois que sumi da lista de parceiros deles sem ser avisada). Aí um dia eles me mandam o seguinte:Aceitei, afinal parecia ser uma boa ideia colaborar de alguma forma uma discussão que, até onde eu já vi, não parece ser tão explorada quanto deveria (e como gostaria). Quando quis saber mais detalhes de que formato deveria escrever o texto, recebi a resposta:Primeiro grifo: Eu até estou tentada a acreditar que a porcentagem de mulheres como jogadoras no Brasil seja menor em comparação aos EUA que, de acordo com este PDF da ESA (Entertainment Software Association), representam 47% deles. Mas 3% aqui? Só percebi do quanto a pesquisa da Censor Game 2012 tinha números bizarros e questionáveis quando o Kotaku BR divulgou. Entre blogs com ótima visibilidade como Garotas Nerds, Garotas Geeks, Girls of War e Pink Vader, não vi qualquer divulgação da pesquisa (totalmente online) antes de finalizar. Desconfio que a amostragem foi minúscula.

Segundo grifo: Como desenhista, já li e ouvi frases como essa várias vezes. Na verdade, qualquer outra pessoa que tem uma profissão/atividade que é vista como hobby ou algo fácil e rapidinho de fazer já deve ter ouvido – e essa experiência deveria ter sido o suficiente pra me convencer que É uma cilada, Bino! Como a revista pode ser lida por qualquer um gratuitamente, isso de que os colaboradores não serem pagos pode até ser verdade e não vejo problema em divulgar minhas opiniões sem receber dinheiro por isso, como foi o que fiz ao escrever os guests-posts para o Ativismo de Sofá recentemente. Agora querer fazer PLÁGIO?

Terceiro grifo: Auto-explicativo.

Até ai tudo bem. Mais tarde, Luis Lopes me pediu para falar com ele via Skype, basicamente para definir detalhes finais como em criar um pequeno texto de apresentação e uma foto para incluir na página de colunas participantes da próxima edição. Fiz tudo o que foi pedido e esperei que a revista fosse lançada sabe-se lá quando. O texto que mandei a eles foi em DOC para manter a formatação que queria e incluí duas imagens para ilustrar dois pontos específicos: nível de proteção das armaduras femininas em um homem e a modificação da aparência de Faith.

Tive uns cinco minutos em olhar o site da Acigames Magazine e fui verificar a tão aguardada terceira edição. Reconheci o título que escolhi para o texto e me deparo COM ISTO (leia o PDF original aqui):E este aqui é o meu arquivo original, que você pode baixar aqui pra comparar:Reparem que houve edições mínimas no texto para não haver a necessidade de incluir as imagens que usei.

Ainda não se convenceu? Pois bem, o primeiro guest-post que escrevi pro Ativismo de Sofá era basicamente o mesmo assunto que abordei no texto para a Acigames. Informações como a lista de personagens positivas como exemplos e a citação das armaduras femininas estão presentes nos dois textos. Só que como a versão pra revista foi escrita em maio (e talvez você consiga ver isso olhando nas propriedades do meu arquivo) e houve essa enrolação toda, nesse meio tempo consegui informações novas como o projeto de Anita Sarkeesian, conheci mais personagens interessantes pra incluir na lista e que o estereótipo de gostosa forte e independente tem um nome próprio. Além disso, citei a minha experiência com Star Wars: The Old Republic de não ser possível criar personagens gordas anteriormente (resposta ao tópico 4). Comparem as datas.

Não sei quem diabos é Diego Pedreschi (que ainda teve seu twitter escrito errado). Não sei como poderia provar mais do que isso o fato de que fui plagiada – novamente, seria coincidência demais um homem brasileiro escrever sobre um assunto tão mal explorado aqui no Brasil em português como eu comecei a fazer desde que criei o blog. Só sei que não esperava uma picaretagem desse tamanho. Essa não é a primeira vez que descobri plágio de mim, e reconheço que parte da culpa foi minha. Não sei como reagir a isso. Mas aprendi que definitivamente não repetirei o erro.

Anúncios

135 comentários sobre “Eu fui plagiada pela Acigames Magazine

  1. Me sinto envergonhado de ver essas pessoas “representando” o mercado, a indústria e a cultura de games aqui no Brasil. Sinto muito pelo ocorrido. Espero que eles se pronunciem e se desculpem.

    Quanto à questão da imagem da mulher nos games, eu também acho de extrema importância que o assunto seja tratado mais amplamente, e sendo jornalista na área de games, me sinto na obrigação de escrever algo relevante sobre o tema sempre que possível.

    Um texto meu recente sobre o caso Anita Sarkeesian foi um dos mais compartilhados em redes sociais na história do Arena iG. Se tiver interesse, leia aqui:
    http://arena.ig.com.br/2012-07-13/artigo-uma-mulher-uma-causa-nobre-e-um-exercito-de-haters.html

  2. Vão fazer que nem a parada do Steam: tirar o corpo fora, mudar de assunto, e ficar em silêncio.

    Espero que não. Plágio é uma das coisas mais deploráveis que existe, e essa atitude mostra que o Moacyr, se não for um mentiroso interesseiro, é o ser mais incapaz de administrar algo dessa magnitude que existe.

  3. Que filhos da puta! Como se já não bastasse os outros escândalos e ainda pedirem para você trabalhar de graça. Plágio deveria ser passível de apedrejamento público, cara!

    Mas leva isso pra frente, se tiveres qualquer tipo de prova toca isso na justiça. Tenho certeza que eles vão sentir o frio na barriga se finalmente souberem que os atos tem consequências.

  4. Me envergonha ver uma coisa dessas da Aci Games. Sou membro de um blog parceiro deles, porém, ultimamente, percebe-se que as coisas não são como parecem. A transparência prometida no começo dos projetos esta cada vez menos nítida, e as coisas estão virando cada vez mais negócios do que “amor ao game” como eles gostam de colocar. Meu desejo era de que o que fosse justo acontecesse, e que você não fosse prejudicada pelo que ocorreu, e sim os responsáveis por essa atitude deplorável.

  5. Que situação péssima. Qualquer forma de plágio é um negócio ridículo, mas quando envolve uma associação que além de tudo já teve deu nome ligado a um projeto que carregava a palavra “justo” no nome, eu fico realmente sem palavras pra descrever o que penso.
    Força para superar o ocorrido e pelo menos fica o aprendizado, infelizmente. Nós gamers brasileiros ficamos chateados e envergonhados de vemos quem nos representa fazer uma coisa deprimente como essa.

  6. O Plágio por si só é um absurdo! Esse caso é uma questão de propriedade intelectual e você tem os recursos para abrir o processo e ir atras!

    É chato que isso tenha acontecido, também estou divulgando pra ver se recebemos respostas e pronunciamentos de verdade do que rolou!

    Gosto de escrever sobre diversos assuntos, pesquisar curiosidades e colocar no meu blog, e sei que nada é mais chato que depois de muito trabalho alguém copiar na cara dura e muitas vezes nem citar a fonte!

    • Não sei se rio ou se choro. Luis Lopes junto com a ACIGAMES deveria levar é um processo, isso sim. Ainda tem a cara de pau de querer achar ruim a autora reclamar ter seu conteúdo publicado assim. Parabéns, a cada dia que passa vocês da ACIGAMES deixam claro que são apenas um bando de amadores/aproveitadores.

      • Ela é que cometeu um grave erro em escolher pilantras como vcs para colaborar. Se ela não tivesse reclamado e colocado a público isso, com certeza vcs não dariam o devido crédito. Outra coisa: que revisteca de bosta é essa que deixa passar um erro tão grotesco de troca de autores… não tem revisor essa porra de revista lixo não? se fosse impressa, com certeza essa revista não serviria nem para limpar a bunda… otário.

  7. A ACIGAMES Magazine não tem interesse nenhum em plagiar ninguém. O que constatamos foi que houve um erro nos créditos da matéria. Quanto ao conteúdo, nada foi alterado, apenas a formatação para adequar-se ao formato da revista bem como erros de ortografia e concordância.
    Mais uma vez, pedimos desculpas pelo ocorrido, e, sentimos muito por não termos sido contatados pela autora antes de postar uma matéria como esta.
    Nossa intenção era abrir espaço para mulheres em nossa revista, mas infelizmente cometemos um grande equívoco na escolha da colaboradora.
    O devido crédito será dado em nossa próxima edição, como de praxe.

    Luis Lopes

    • Sério mesmo que vocês tem a AUDÁCIA de culpar a autora?

      O erro foi de vocês. O plágio foi de vocês. E agora, a pachorra de querer dizer que a culpada É ELA também é de vocês.

      O único equívoco aqui é de todos nós que já demos apoio para essa mentirada que vocês fazem.

      • Ok, então vocês admitem que pode ter havido um erro da parte de vocês na hora de colocar os créditos. Normal, acontece as vezes quando as revistas não contam com uma boa correção.

        Mas agora, você realmente acha justo afirmar que “mas infelizmente cometemos um grande equívoco na escolha da colaboradora” aparentando não só apagar completamente o erro crasso cometido pela revista, mas também culpar a garota que nada mais quer além de provar a autoria de algo que é naturalmente dela? Realmente, não há mais o que se dizer aqui…

      • Concordo.

        O erro foi de vocês.
        Percebo em suas palavras ofensivas, Luis, apenas o quanto a ACIGAMES é irresponsável e cara de pau. Grande equívoco aqui é de todos nós que já demos apoio para vocês.²

    • Ridículo. E como no caso do Moacyr querendo taxar o Steam, a defesa que vocês fazem sempre procura atacar (até pessoalmente) quem os acusou. Não é assim que a banda toca. A sua organização é uma decepção ambulante. Uma vergonha para quem realmente gosta e acompanha essa indústria.

      PS: Aprendam a escrever seus emails. “Achei bem escrito os posts” é de doer.

    • “Mas infelizmente cometemos um grande equívoco na escolha da colaboradora”?

      Sério? Sério mesmo? O erro não foi dela, o erro foi da revista e pronto, acabou. Ela viu que o texto dela foi usado e com um nome diferente e pronto e correu atrás dos direitos dela denunciando o acontecido e a errada é ela? Ela é que teve má fé?

      O acontecido já é uma vergonha pra revista, mas um comentário desses é ainda mais vergonhoso!

      E olha, vou ter que comentar esse tom “já estou fazendo o favor de abrir espaço pras mulheres na revista e vocês ainda reclamam?” Olha, deixa eu te contar, vocês abriram MUITO espaço pras mulheres na revista usando o texto de uma mulher colocando a autoria de um homem nele, né? Parabéns. ¬¬

    • Inacreditável!! Depois disso a ACIGAMES ainda quer colocar a culpa na autora?? É dessa forma que se desculpam por um erro desse tamanho?

      Se a escolha da colaboradora tivesse sido um equivoco, vcs não teriam publicado o texto dela, que é de qualidade.

    • Tudo bem que a revista errou em dar créditos a quem devia pela matéria. Porém acredito que o que foi dito a respeito da parte da escolhe equivocada da colaboradora tenha sido devido a “falta de profissionalismo” da autora que antes mesmo de consultar a diretoria da revista e procurar saber o que havia ocorrido de fato, já soltou em seu blog relativamente visado uma matéria ‘difamando’ a revista e causando esse tipo de reação que podemos ver nos comentários. Acho válido o posicionamento da revista por certo ângulo, tendo em vista que tal prárica seria provavelmente punida com demissão em corporações sérias.

  8. Palmas, para nosso embaixador de games na Itália(alguém pode me explicar o que um embaixador de games faz? e ainda mais na Itália, que não é nenhuma grande indústria da área…)!
    Enfim, espero que retifiquem e lhe deem devido crédito, mas não seria a primeira vez que a acigames/jogojusto leva crédito por algo que não fez…

  9. A resposta acima (cometemos um grande equívoco na escolha da colaboradora) só mostra que, ao invés de focar a solução e assumir o raio do erro, preferem focar o problema e fazer tempestade em copo d’água ao tentar jogar culpa pro seu lado.

    Tira esses escroques do seu espaço de ‘Parceiros’ e segue em frente – certeza que vai beneficiar mais a nossa fatia de público que esse projetinho deles. Sucesso aí!

  10. Como disse o Moacyr A. Alves Junior em seu próprio perfil do Facebook:

    “Deus fez o céu e a terra… o resto foi feito na China”.

    Acho que isso também inclui plágios nas revistas mequetrefes da Acigames.
    E da-lhe Brasil!

  11. ACIGAMES é um dos piores lixos que temos no Brasil, quando se fala de cultura gamer, tudo que se faz não tem fundamento, há claramente envolvimento com Política, e tem um dos piores diretores de todos: Moacyr Alves. Esse FDP vem fodendo a galera desde então. E mais essa, é foda saber que coisas escrotas como essa acontece.

  12. Talvez se ela tivesse entrado em contato com eles, poderia ter esclarecido sem fazer estardalhaço. Agora quanto a formatação, edição e revisão, não sei como esse mercado funciona. Acredito que eles deveriam ter passado o texto revisado de volta para ela dar um OK antes de publicar, ainda mais que foi tanto tempo depois! Faltou comunicação, hein?

  13. Isso não é um plágio. Provavelmente eles erraram o nome da pessoa na hora de colocar o nome da pessoa que escreveu. Você já entrou em contato com os responsáveis para normalizar a situação? Situações assim são bem comuns, já erraram meu nome em sites e publicações de peso. É só entrar em contato com os responsáveis que eles mudam isso. Não confunda falta de atenção com más intenções.

  14. Stephan, o e-mail dela comprova a autorização prévia, afinal eles acertaram tudo por lá, certo?

    Já aconteceu comigo, já aconteceu com o Marcelo e certamente já deve ter acontecido com qualquer um que publicou textos.

    • Não, porque ela explica que deixou claro mudanças no texto para adequar melhor o assunto. Mesmo assim, o texto que foi publicado teve ALTERAÇÕES (estas que ela não aprovou). E ainda assim, esse “excelente” Luis Lopes vem tirar a guria de mau caráter, dizendo que a culpa basicamente é DELA?

      Se isso realmente acontece dentro do “jornalismo” de boa, essa faculdade realmente não serve pra nada.

      • Altrações necessarias, e de qualquer forma ela foi imatura e infantil, ela foi chamada pra ser colaboradora, ela poderia simplesmente chegar e falar com os caras antes, avisar que não gostou e tal e que os creditos estavam errados (não pode , mas acontece até em grandes revistas) e tal mas ela prefirio fazer este drama todo, trabalhar com terceiros que mal conhecemos da nisto, ela agora simplesmente alimentou os Haters de plantão que antes do problema com Steam nem sabiam e ainda nem sabem o que é ACIGAMES e só se preocupam com o proprio bolso e não com o crescimento da industria nacional em si, mas é aquilo se informa é dificil quando ser é ignorante e quero ver quando o pacote de medidas for lançado (o que vai demora já que é Brasil) e os impostos abaixarem, quero ver o que os haters de plantão vão dizer.

        • O “hater de plantão” vai dizer pra você criar vergonha na cara e aprender a pontuar os textos.

          Ela não foi “contratada”. Ela foi chamada para participar. Os caras não fizeram questão nenhuma de respeitar a propriedade intelectual dela em pedir uma aprovação final NEM de retificar um erro.

          Em vez disso, vieram chamar a guria de um “equívoco”. Que tipo de respeito é esse? Era só fazer um MEA CULPA (imagino que você não faça ideia o que isso signifique), corrigir na revista, na edição atual (porque ela é DIGITAL) e fazer uma errata na próxima edição. Mas ter a pachorra de botar a culpa nisso NELA? Por que não se aproximaram dela de forma privada — por e-mail — em vez de mandar um cachorrinho que não sabe nem escrever pra chamar a guria de equívoco?

          E sabe por que ninguém sabe o que caralhos é essa merda falsa de Acigames? PORQUE NÃO EXISTE TRANSPARÊNCIA! Eles não revelam dados, não sabem se comunicar, não tem controle de danos, e ficam ameaçando (ou destratando) pessoas que previamente confiaram neles.

      • Não tem essa de aprovar. Eles editam e colocam conforme o espaço, sem alterar o teor do texto. Quem cede o texto já sabe disso.

        Não acho que a autora da reclamação seja mau caráter, só precisa ligar pro Moacyr ou sei lá quem edite a revista e informar sobre o erro, solicitando uma Errata. Pronto. 🙂

  15. ACIGAMES só mostrando o lixo que é junto com “jogo justo” e uma pocaria de administração, jogar a culpa na pessoa q escreveu? Cria vergonha na cara e pede desculpas logo sem jogar o problema pra debaixo do tapete como de praxe dessa empresa que é a vergonha desse país no setor games, aff

  16. Nossa…
    Uma sugestão de precaução pra uma próxima vez:
    Quando terminar o texto, faça o upload dele pro Scribd, e deixe ele ‘privado’ (para outros não terem acesso ao seu texto antes da publicação oficial). Assim, se alguém roubar seu texto, você tem ele online com data de publicação anterior à data que foi plagiado, para provar que é um texto roubado.

  17. Sensacionalismo, você esta fazendo isto certo, conseguiu umas visitinhas né, parabéns logo o Ratinho e o Datena te chamam pra vc dar uma entrevista, e parabens por alimentar os Haters que nem sabem o que é a ACIGAMES, e só sabem que odeiam, e foi apenas um erro de edição, não precisava deste drama todo, você antes de qualquer coisa poderia simplesmente ter avisado que os créditos estavam errados, a edição de um texto quando ele vai ser publicado em outro meio é normal, são tratados de forma diferentes em revistas jornais e internet, já passei por coisa parecida em um jornal local, simplesmente mandei um email avisando e no proximo havia uma errata, simples assim, não precisei fazer um drama todo e se te chamaram porque iriam te plagiar? e eles estão certos fizeram a escolha errada, porque vc foi imatura e infantil por primeiro prefirio fazer polemica e sair metendo o dedo na cara do que simplesmente retificar o erro, quem vai querer um colaborador assim?

    • Vai ser ridículo assim só mesmo no Brasil. Ainda bem que eu nunca apoiei essa merda da AciGames…afinal, não vejo NADA de bom sendo feito por eles…na boa, taxar o steam? Era só o que faltava. Só nesse país subdesenvolvido. É por isso que não levam o Brasil a sério. Pode crer que na primeira oportunidade eu irei cair fora daqui. E agora ainda essa? Usar o texto de alguém sem dar os devidos creditos? Como estudante de direito e futura advogada, isso me irrita. Sai dessa parceria que é melhor para você! Afinal, seus textos são ótimos.

  18. Vejamos o lado bom: Temos uma inocente a menos no mercado.
    Esse negócio de “trabalhar por amor” serve pra duas coisas:

    – Pras pessoas (ou empresas) responsáveis pela revista (ou blog ou site) ganharem projeção, pageviews e notoriedade às custas do suor alheio.

    – Pro autor do material publicado ter a ilusão de que vai chegar em algum lugar trabalhando de graça.

    • Bom se ela tivesse sido profissional e avisado o erro sem precisa fazer este drama todo, ela iria poder continuar colaborando e ganhando os devidos créditos nas proximas edições e com isso iria atrair mais notoriedade pro blog a cada texto futuro escrito por ela, mas ela prefirio fazer a polemica e ganhas uns view rapidos , e a revista ta certa a dizer que foi uma péssima escolha, ele meteu o pau antes de chegar e conversar com eles retificar os erros.

  19. Eles corrigiram o erro na revista (PDF) online, mas para mim o maior erro deles foi a resposta do Luis Lopes aqui nos comentários… Sinceramente, todo o argumento deles de “incentivar o sexo feminino a participar da indústria” foi por água abaixo!

    Para quem não viu a resposta dele:

    “Luis Lopes em 26/07/2012 às 12:20 pm disse:
    A ACIGAMES Magazine não tem interesse nenhum em plagiar ninguém. O que constatamos foi que houve um erro nos créditos da matéria. Quanto ao conteúdo, nada foi alterado, apenas a formatação para adequar-se ao formato da revista bem como erros de ortografia e concordância.
    Mais uma vez, pedimos desculpas pelo ocorrido, e, sentimos muito por não termos sido contatados pela autora antes de postar uma matéria como esta.
    Nossa intenção era abrir espaço para mulheres em nossa revista, mas infelizmente cometemos um grande equívoco na escolha da colaboradora.
    O devido crédito será dado em nossa próxima edição, como de praxe.

    Luis Lopes”

    https://colchoesdopantano.wordpress.com/2012/07/25/eu-fui-plagiada-pela-acigames-magazine/#comment-704

    • ele ta certo cara, eles escolheram mal, pq foi apenas um erro de edição e ela fez um drama todo como se ela fosse uma grande escritora que teve seu texto plagido, mas que na verdade foi apenas um erro de edição, não precisava disto tudo, ela simplesmente podia mandar um email avisando que os creditos estavam errados, simples assim, sem querer ofender mas isto me lembra uma mulher barraqueira que chegou gritando, fazendo bagunça e dizendo que tava sendo traida quando o cara simplesmente tava abraçado com a irmã dele que ela não conhecia.

      • É interessante, isso. O problema todo começou sobre uma coluna sobre mulheres nos games. Daí vem esse infeliz do Luis Lopes dizer que fez um FAVOR de abrir espaço para o assunto, e vem você pra dizer que ela é exatamente como uma mulher barraqueira.

        No que você trabalha, hein?

        • atualmente sou escravo, programador, só fiz uma comparação, e respeito todas as mulheres, me dou super bem com as que trabalham aqui, infelizmente poucas nesta area da informatica, e eu não suporto mulher assim que chega pra fazer a confusão sem antes sentar pra conversar entender o que de fato aconteceu.

        • sou machista por não gostar de mulher que faz confusão? por favor né, só pq ela é mulher eu tenho que muda minha opinião e defender ela só por ela ser mulher?, não gosto mesmo de pessoas seja ela mulher ou homem que fazem confusão e polemica sem necessidade, pra min não faz diferença, se fosse um homem meu comentario não mudaria assim como tem mulher barraqueria tem homem tbm que chega na porrada antes de entender o que aconteceu, coisa que tbm não suporto, falam tantos direitos iguais mas se não concordamos com elas quando estam erradas somos machistas.

          • Aliais, seus argumentos para defender a AciGames são pessimos. Foi plagio sim, ela está com a razão de querer os creditos de uma obra que foi feita por ela! Ou agora qualquer um pode chegar, pegar os trabalho de outra pessoa e publicar a sua vontade? Tem que ver isso!

          • Aliás, a revista DIZ ter sido um erro. Mas aí é só a palavra da revista, que já vi que não vale muita coisa. Fico totalmente a favor da Taís, que provou ali em cima por A+B que o texto DELA foi publicado, com alterações, com o nome de outra pessoa. Todos os erros vieram da parte da revista.

          • é por isto que não sou ISTA em nada pq istas defendem outros istas independente de ele/ela esta certo ou errado. no fim quem perdeu foi ela podia ter resolvido na paz, mas prefirio a confusão o tempo que ela perdeu fazendo o post podia ter conversado com eles e concertado o erro e depois escrever mais alguns textos pra proxima edição.

      • Ele tá certo uma pinóia!

        Impressionante, SEMPRE que o Moacyr ou a Acigames cometem uma cagada, aparece alguém da turminha do “deixa disso” querendo lamber as frieiras do cara. Que foi, vergonha na cara custa muito na selva onde você foi criado? Puxa-sacos natos como você me revoltam. Porra, agora eu FIQUEI REVOLTADO! COMO É QUE EU VOU TERMINAR DE PASSAR MINHAS CAMISAS, REVOLTADO ASSIM?!

        TUDO CULPA SUA! Que você e o Moacyr morram logo, e na pobreza! *cusp*

  20. Cambada FDPs dessa quadrilha da Acigames liderada por esse inútil chamado Moacyr. Eles não tem moral nenhuma, ética nenhuma, trollaram você e todos os leitores> Bando de embusteiro,pilantras que não respeitam ninguém.

  21. Dou todo meu apoio a você Taís e a todas as meninas gamers. Já não temos tanta meninas assim, e ainda vem uma revisteca de bosta dessas, de uma quadrilha organizada, e rouba um texto? VSF! E aqueles que pensam que a Taís é barraqueira, na verdade é porque na salada de fruta sempre preferem a banana. 🙂

  22. Bem. Existe uma legião militante contra o Moacyr e ACIGAMES, assim como uma legião a favor deles. Não sou de nenhuma delas, mas acho que os erros foram mútuos.

    Tanto da revista, que realizou um erro grave de edição, quanto na hora da acusação de plágio. Mesmo porque a matéria da autora nem estava assinada, de acordo com o print ali do Word. O que facilita muita erros na hora de creditar.

    No fim, todo mundo errou e causou esse rebuliço, só para atiçar os trolls de plantão.

    • Na verdade, se a coisa fosse séria mesmo, a revista teria:
      1 – Colocado os créditos certos independente do texto estar ou não assinado, afinal, foi a Taís que mandou (por e-mail, por msn, por carta, de alguma forma. A titularidade pode ser acusada também pela forma do envio, sabe? O texto em si não precisa ter o nome da autora).
      2 – Teria se retratado da maneira correta: pedir o direito de resposta e colocar uma errata na revista. Ponto final. Vir aqui dizer que eles erraram em chamar uma pessoa QUE ENTENDE DO ASSUNTO que está falando, porque ELES colocaram o nome errado, tendo boa ou má-fé, já tira qualquer traço de credibilidade. Era fácil, só se retratar, mas não, também quiseram acusá-la. A técnica é antiga: Culpar a vítima.

    • Concordo com o Flávio. O “erro” veio das duas partes, mas entendo o desespero da pessoa em se sentir plagiada. Eu também já fui. Apesar de tudo, por conta de várias outras coisas que já aconteceram com este grupo “acigames” eu não acredito que tenha sido um mero erro deles, e provavelmente a autora fez este “reboliço todo” por também pensar que foi proposital. E mesmo que ela não tenha tido uma postura profissional (que é o que o comentário do Sr. Luis Lopes passa), era de se esperar que pelo menos esta “organização séria” assumisse a postura profissional que é de obrigação dela e não viesse “esclarecer” a situação ou entrar em contato via comentário. O correto seria tratar o assunto via email/ligação/entre outros, e depois disso lançar uma nota no site deles. Quer dizer que se um lado não foi profissional (como eles estão julgando), a “organização séria” também não pode ser? Petulância, esta é a palavra que define o comentário do Sr. Luis Lopes.

  23. caralho que povo revoltado pena que não são assim quando o assunto é algo sério. enquanto vcs discutem se foi plagio ou não e me chamam de machista o seu pais ta afundando na merda sem saude e sem educação, mulheres ainda sendo tratadas como inferiores memso com uma mulher como presidente. bem que vcs podiam é estar investigando os candidatos de sua cidade e demonstrando os podres deles, aposto que eles são muito piores e mais prejudiciais a vcs que a ACIGAMES e vão trollar vcs mais do que eu. fiquem na paz.

    • Parabéns de novo, champs. Porque vc não pára de respirar, lutar contra a corrupção deve ser algo mais importante que isso. Vc não devia nem estar aqui comentando esse post antes de resolver o problema da Saúde, sabe.

      E a pessoa vem falar COMIGO sobre os direitos das mulheres. PFVR.

      • Não foi ficando em casa que acabamos com a Ditadura e que tiramos um presidente em 1992, o #Forasarney é a maior prova que os politicos estão pouco se fudendo para o que acontece na internet, no mundo afora as pessoas vão a rua e fazem valer seus direto no brasil ficam em casa coçando e se achando um “Che” por compartilharem suas revoltas.

  24. é soh uma coisa devia tira esse parceiro ali do lado, se vc ta tão brava com eles a primeira coisa que devia ter feito era ter tirado o banner se não soa um tanto como estranho vc estar brava com eles mais continuar com a parceria.

  25. Eu até entendo que tudo poderia ter começado com um erro editorial que seria corrigido mediante uma errata (nunca saberemos se por vias normais isso aconteceria), o que sabemos que a Acigames e seus representantes mais de uma vez deram exemplos de má fé, incompetência e etc..

    Esse é o preço da falta de credibilidade, qualquer erro parece picaretagem, agora o maior erro, a real atrocidade foi o infame comentário do Luis Lopes, o cara é responsável pela revista e solta uma pérola dessas, realmente nada de bom pode vir daí…

    Eu apoio o protesto da Tais.

  26. Apesar de ser desenvolvedor de games, eu não acompanho o trabalho da acigames, nem sei o que eles supostamente fazem ou deveriam fazer.
    Não quero defender ou atacar quem eu não conheço, mas se é fato que a autora não enviou um email ou tentou entrar em contato com a publicação antes de escrever esse post… não sei, não me parece a melhor maneira de resolver o problema.
    Se ela tivesse enviado um email pedindo retificação e obtivesse uma resposta negativa, ou não obtivesse resposta nenhuma, aí sim, um post desse seria apropriado.

    Dito isso, a resposta “ressentida” de um representante da Acigames nos comentários me pareceu tão fora de propósito quanto o post em si.

  27. Fui ameaçado de morte pelo vice-presidente da Acigames (o nosso querido dono daquela rede de lojas que eu não vou citar pra não ser ameaçado novamente) por causa desse artigo aqui http://www.playtv.com.br/games/artigo/especial/opiniaoo-caso-acigames-e-oimposto-do-steam

    Óbvio que esses caras não prestam. Não conheço a autora do blog e do artigo, mas o texto é de qualidade e merece estar em um veículo bom, não naquela tranqueira de revista.

  28. A cara da Acigames , eles se acham, bando de aproveitadores, o que eles fizeram de concreto até agora, essa eu pergunto para essas pessoas que aqui e em outros lugares defendem a Acigames com unhas e dentes, Respondam, o que de fato foi feito?
    Já falei em outros lugares, não leva tempo para o Moacyr sair candidato, e entrar na Politica com a conversinha que para ajudar o comunidade Gamer tem que estar na Politica e tal.
    Enfim lamentável.

  29. Eu não quero dar meu nome pois trabalho com games e não quero ter problemas, mas a Acigames tem cheiro de merda. O Moacyr Alves é a personificação do ridículo. Esse cara dá palestras tirando onda de ser presidente disso, representante daquilo… Fica passando números ridículos e piadas sem graça. Um completo babaca.

    Claro que estou soltando o verbo para desabafar, como anônimo.

  30. Pingback: Voltando a falar sobre a polêmica da Acigames « Colchões do Pântano

  31. Pingback: ACIGAMES apronta mais uma, dessa vez em sua revista - PLAYER TWO

  32. Uol Gamers – Acredito que isso não foi um erro e sim, uma absoluta ma-fé da empresa em alterar partes do texto e divulgar o nome de um suposto autor. Isso não merece desculpas e nem creditos posteriores, Tais, por favor, acione o judiciário, procure seus direitos pois se fazem isso com vc, obviamente que farão com outros. O Brasil só tem uma chance de conserto: qdo buscamos devidamente o judiciário não para solucionar o caso, mas como forma de repreender os oportunistas para que não venham futuramente violar direito de outrem. Grato.

  33. Olá pessoal! Acho que acabei de encontrar mais um caso de PLÁGIO da Acigames… Desta vez, COPIARAM de forma DESCARADA o relatório anual da associação americana ESA (Entertainment Software Association). Copiaram o formato de cada página, gráficos, estilos, etc… página por página, detalhe por detalhe. Vejam só…

    Aqui está o documento oficial da ESA para 2012, que é publicado anualmente:
    http://www.theesa.com/facts/pdfs/ESA_EF_2012.pdf

    E este aqui, é o relatório para 2012 lançado pela Acigames:
    http://www.aiomi.it/wp-content/uploads/Preview-White-Paper-Brazil-2012.pdf

    Então? O que vocês acham? …Seria apenas uma mera coincidência??? Está ESTAMPADO na cara que NÃO!

    • “sex of players: 96% men 4% women” <- essa foi basicamente a mesmíssima estatística que foi apontada pelo censor game 2012, embora não deixa de ser engraçado que o gráfico que aparece tal informação não condiz nem um pouco com essa proporção. De resto, não há dúvida alguma que a diagramação foi copiada na cara dura.

      (por curiosidade, como você descobriu isso?)

      • Olá tfantoni. Estava pesquisando sobre o mercado de games no Brasil e me deparei com este relatório da Acigames… e como já conheço muito bem os relatórios da ESA (pois os leio todos os anos), reconheci na hora este plágio!! Vou mandar um e-mail ao ESA para informar a eles sobre isso.

        Verdade, uma das coisas que me preocupam muito nessas palhaçadas que a Acigames vem aprontando é que os dados em seus relatórios são totalmente absurdos! :-/

        Estou para descobrir mais alguns “trambiques” desta associação tão amadora!

          • Obrigado Tais! 🙂

            Para falar a verdade eu adoraria postar esta informação lá no Boteco Gamer também, para compartilhar com o pessoal de lá, pois milhares de pessoas iriam adorar receber mais uma informação sobre as “tranbicagens” da Acigames, mas infelizmente, por motivos de trabalho, eu não poderei postá-la no Boteco Gamer. Eu trabalho na indústria, e a minha posição na indústria de games não me permitiria fazer isso… 😦

            Estou para confirmar mais algumas ÓTIMAS INFORMAÇÕES! Assim que confirmadas, eu postarei aqui, tudo bem?

            Se você quiser compratilhar esta informação sobre os relatórios, por favor, fique à vontade.

            Abs.

  34. Pingback: Dados bizarros e suspeita de plágio em relatório misterioso da ACIGAMES | GAMESFODA

  35. Caloteiros assolam todos os âmbitos relacionados a design, entretenimento e artes no Brasil. Quem ai é desenvolvedor/ artista/ redator, que ja não passou por alguma tentativa de calote ? Diariamente penso em ir embora desse pais porco.

  36. Pingback: Participe do sorteio de aniversário do blog! | Colchões do Pântano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s