Comentando: The Lord of the Rings Online (LOTRO)

Legolas merecia ter ficado mais bonito no jogo. Printscreen tirado por mim.

Em relação a MMORPG’s, não tenho muito o que opinar por só ter jogado efetivamente dois em específico: Fiesta Online e LOTRO. Recentemente tentei jogar Star Trek Online, já que me simpatizo com a série original e o filme mais novo, de 2009. Mas ele é tãããão chato que não devo ter jogado mais do que uma hora e meia. Neste texto, vou dar um resumão de como é o jogo.

No caso desse MMO baseado no Senhor do Anéis, soube dele inicialmente pela minha irmã. Se você me perguntar se o jogo é uma boa pedida para os fãs da trilogia, não tenho como responder, pois nunca li os livros e faz vários anos desde a última vez que vi qualquer coisa do filme. Sei que isso faz com que eu perca parte da graça do jogo por estar bem pouco familiarizada com seu universo, mas bem, isso não te impede de achá-lo divertido.

Lançado em 2007, inicialmente era necessário comprar o jogo, mas atualmente ele segue o esquema Free2Play desde 2010, largamente usado pela maioria dos MMORPG’s atuais. Além de itens pagos, existe um limite de quests que você pode fazer na conta gratuita. No momento, você pode subir de nível normalmente mais ou menos até o lvl 30 e pouco, dependendo também do quanto você explorou o mapa suficientemente para pegar a maioria das quests com mais peso. Dá tempo de sobra pra decidir se vale a pena investir nele ou não.

Ao criar seu personagem, você pode escolher as seguintes raças: Humano, Elfo, Hobbit e Anão. Todos têm a opção masculina e feminina, com exceção de Anão, apenas masculina. Achei injusto, era exatamente essa raça que eu queria no começo. Além disso, como os territórios de cada um são bem específicos, você começa a jogar em cenários diferentes. Por exemplo, quando escolhi uma humana, estive em Bree land.

Em relação às classes, existem nove no total, tendo como exemplos: Guardian (tank), Champion (DPS), Hunter (ranger), Ministrel (healer). As classes foram inspiradas em alguns dos personagens de Tolkien, como Legolas para o Hunter e Gimli para o Champion.

Uma característica peculiar no LOTRO está nos nomes escolhidos para elementos típicos de RPG. HP e Mana são chamados de Morale e Power, respectivamente. A guilda é chamada de Kinship, e as parties de Fellowship. No começo dá uma confusão enorme, mas não se preocupe, não demora muito pra se acostumar. Até mesmo o sistema de cura é diferente: enquanto poções de cura e mana costumam ser abundantes tanto para comprar quanto em drops de bichos, elas até existem no jogo, mas são difíceis de conseguir. Normalmente poções são adquiridas ao realizar quests e ocasionalmente como drop. Mas se você não se importa em torrar umas moedas, pode conseguir itens como esse visitando Action Houses encontradas nas cidades. Elas funcionam exatamente como um leilão, em que jogadores podem vender itens raros, comuns e craftados por eles mesmos. Qualquer pessoa pode comprar lá (seja como lance ou compra imediata), mas somente jogadores premium podem colocar itens à venda.

Segunda personagem que fiz: uma elfa arqueira.

Para recuperar Morale e Power, você pode usar itens consumíveis (comida mesmo), itens de buff temporário, skills ou simplesmente ficar num lugar seguro para se recuperar. Felizmente, existem classes que mesmo não priorizando a cura, podem te oferecer skills para recuperação. Como eu tenho bem mais experiência como Champion (nível 34 no momento), tem pelo menos três pra isso: Uma cria um escudo temporário de Morale, outra gasta metade do seu Power para recuperar o dobro da sua Morale atual e uma que recupera pequenas quantidades de Power. É importante lembrar que certos itens e skills só podem ser ativados dentro ou fora de combate.

As quests principais, chamadas de epic quests, formam o principal da história e estão divididas em livros e capítulos. Nelas, existem situações em que você faz as chamadas Instances, equivalentes às dungeons, além das Skirmishes, que funciona como instances mais curtas. A grande maioria das quests podem ser feitas tranquilamente sozinho; já em outras, é extremamente recomendado formar uma fellow. Tanto que o próprio jogo te recomenda quando necessário (small fellowship ou fellowship).

Em relação ao craft, existem sete vocações no total. Cada uma delas possui três profissões. Basicamente, duas delas são dependentes entre si, facilitando no upgrade. Já pra uma, é necessário receber ajuda de outra pessoa para craftar os itens necessários. É possível fabricar desde armaduras e jóias até alimentos e tintas. Nesse aspecto, é importante que você esteja em uma kinship com profissões equilibradas para ajuda mútua.

Por último, a questão grana de verdade. No jogo você pode acessar a LOTRO Store para comprar coisas como as quests packs, cosméticos para mudar a armadura do seu personagem, skill para montaria (sim, você passa pelo menos uns 20 níveis entre viajar a pé e alugando cavalos disponíveis em pontos específicos do mapa), itens para ressuscitar e por aí vai. A moeda usada chama-se Turbine Points (TP), que, inclusive, pode ser adquirida de graça em pequenas quantidades realizando objetivos específicos, as Deeds. A grande maioria delas implica em matar um número X de monstros em comum encontrados em regiões específicas, e o número vai aumentando conforme você sobe de nível. Já outras são realizadas usando determinadas skills centenas de vezes. E ainda tem outras que basta visitar certos locais pela primeira vez que você também ganha TP’s. E mais: no caso das deeds de matar monstros, existem dois níveis: o normal e o advanced. Completando o número mínimo no normal, você ganha um título; por exemplo: Spider-slayer. Já ao completar o advanced, você consegue um Trait, aumentando os atributos do personagem.

Se você quiser se aprofundar mais e experimentá-lo, recomendo que tire suas dúvidas na comunidade do LOTRO no Orkut. Inclusive, você pode procurar por kinships já formadas de sua preferência. A maioria dos brasileiros joga no servidor Meneldor, então se você tem dificuldade de falar com os gringos, é uma ótima opção.

Anúncios

9 comentários sobre “Comentando: The Lord of the Rings Online (LOTRO)

  1. Pois é, meu inglês também não é fluente, haha, mas eu li algumas páginas e gostei dos assuntos tratados lá e a forma como foram abordados. Não sei se é um blog que se “assume” feminista, mas é bem interessante e achei que você ia gostar. Já salvei suas indicações desse seu comentário e do outro post nos meus favoritos e quero ler todos. 🙂

  2. Hola!
    Ô, Lindona, faltou comentar que as vestimentas femininas são exatamente as mesmas que as masculinas, o que seria um plus. Afinal, nada de superexposição de peitos, barrigas e talz – isso devia ser destaque num blog feminista! hehehe

    E respondendo ao ” Se você me perguntar se o jogo é uma boa pedida para os fãs da trilogia, não tenho como responder, pois nunca li os livros e faz vários anos desde a última vez que vi qualquer coisa do filme”
    HELL YEAH! Eu pelo menos achei sensacional interagir com os personagens e lugares descritos no livro. Eu vi a espada (Silthar? Esqueci o nome xD) ser reforjada e bati altos papo com o Frodo sobre as angústias de carregar o Anel. Atóron este péricon do LOTRO!

    Beijs! Saudades!

    • Nossa, que susto de ver comentar aqui! 😄
      E sim, eu lembro disso, mas seria mais legal se você comentasse à respeito naquele ~guest-post~ que você tinha em mente, lembra? Espero não ter mudado de ideia, gostaria de ler o que você queria comparar com LOTRO e WOW \o\

      Que bom que você gostou do jogo neste aspecto. Com quanto de lvl você falou com o Frodo?

      Beijos pra tu também!

  3. ~le bicho papão~

    Eu achei que você tinha mudado de ideia sobre meu guest post escrevendo este aqui hehehe. Mas mando alguma coisa quando tiver o material pronto =)

    O Frodo é uma quest épica (dos livros) de nível 40. Mas eu sempre fazia no 35 porque é realmente só andar por Rivendell (Valfenda) com ele!

    =***

  4. Pingback: Comentando: Borderlands | Colchões do Pântano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s