Comentando: Skyrim

Aquela piadinha que todo mundo já deu no saco.

Com tanta gente por aí chamando Skyrim como o  jogo do século, a ponto de render memes, zilhões de mods bizarros em tão pouco tempo e, principalmente, prestes a receber a tradução brasileira fan made provavelmente mais rápida já feita na história, além de vender no Steam feito água,  sentir uma enorme curiosidade e vontade de experimentá-lo era inevitável.

Pois bem, eu devo ter jogado não mais do que uma hora e meia. Fiz minha personagem tudo bonitinho, devo estar na segunda ou terceira quest e, levando em conta a primeira impressão, eu simplesmente não consegui ficar tão extasiada e animada com Skyrim. Tanto que um dos motivos para eu ter demorado em jogá-lo era o medo de viciar, segundo depoimentos que você pode encontrar por aí.

Apesar do meu PC estar sofrendo um pouco para rodá-lo, ainda que quase tudo no low e possivelmente beirando os 20fps (e abrir o mapa deixa o cursor mais lento ainda), deu pra ter uma vaga ideia de como funciona o sistema do jogo e apreciar a elogiada paisagem. Mas uma coisa que me incomodou no Skyrim é a falta de informações para entender os ícones que aparecem tanto na barra superior quanto no mapa, e até agora não faço ideia a quem recorrer pra vender itens que não tenho interesse (embora confesso que estou bastante acostumada com a extrema facilidade que muitos MMORPG’s possuem nesse aspecto, de te poupar em gastar muito tempo procurando o que você precisa, explicando como funciona cada classe, etc). Ah sim, também vi gente reclamando da visão em terceira pessoa, mas pra mim, foi bem mais confortável para se deslocar e atacar.

Em relação ao começo da história, essa foi uma parte que me agradou, pois você criar seu personagem exatamente na parte em que um guarda te pergunta “quem é você?” logo depois de chegar na cidade deu uma certa fluidez na narrativa. Fora isso, não consegui acompanhar a história em si porque meu vocabulário não é dos melhores. Então, quem quiser, dêem uma olhada na opinião da Laura Buu, que obviamente jogou bem mais do que eu:


Sei que a minha análise não foi das melhores. Gosto muito de RPG e tudo o mais, mas Skyrim realmente não me cativou. Eu me senti igual de quando joguei Andry Birds: fiz umas 20 fases e enjoei. Conclusão: sou do contra. Ou chata mesmo.

UPDATE: Esses dias encontrei um vídeo em um dos sites que acompanho e decidi compartilhá-lo com vocês. Have fun!

Anúncios

2 comentários sobre “Comentando: Skyrim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s